Crie pulgas, porcos ou até mesmo unicórnios, mas não crie expectativas sobre o que não depende unicamente de você. - Camila Gravoski, pisciana, gaúcha. 20.

"Há gente que, em vez de destruir, constrói; em lugar de invejar, presenteia; em vez de envenenar, embeleza; em lugar de dilacerar, reúne e agrega."
Lya Luft 

1 month ago with 357 notes

"Aí o telefone tocou. Deixei tocar. Nunca atendia ao telefone na parte da manhã. Tocou cinco vezes e parou. Eu estava sozinho comigo mesmo. E, por mais repugnante que fosse, era melhor que estar com alguém, qualquer um, todos lá fora fazendo seus pequenos truques e piruetas. Puxei as cobertas até o pescoço e esperei. Decidi ficar na cama até o meio-dia. Talvez então a metade do mundo estivesse morta e ele seria menos difícil de enfrentar."
Charles Bukowski. 

1 month ago with 2,860 notes


This is not a photograph of lovers, this is a 400 year old marble statue of Pluto and Proserpina
"No meu armário guardo uma metralhadora de mágoas. Cazuza sempre me entendeu. Nunca haveria uma única chance de um dia te abandonar. Meus instintos mais hostis nunca permitiriam tal ousadia. Cada movimento meu sempre foi exclusivamente regido pelo desejo de te manter na mira dos meus holofotes, principalmente na minha cama, sob as minhas mãos rudes. Ah… minha doce menina que de tão doce amou a liberdade e encontrou com a sua própria loucura escrita em tailandês. Um tipo estranho, estrangeiro, rapaz corpulento de poucas palavras, mas com coragem de lhe arrancar de mim. Desculpe a ruidez da alma, o calar da noite, o medo das esquinas vazias, o pensamento do transeunte bêbado após o tiro que acertou em cheio teu coração. Eu me transformei numa espécime de homem-bomba, poeta inútil e demente. Minha mente doentia chegou ao seu apogeu. Naquela noite eu fui guiado por cada partícula, átomo e hemoglobina do teu sangue que fervia na presença daquele rapaz. Você precisa me entender. Eu nunca fui homem de meias palavras e fui atingido por um míssil teleguiado de fúria e traição. Sou uma criatura perturbada pelo fato coexistir sem nenhuma resistência. E como coexistir sem a tua presença? Te matei nas vésperas do teu aniversário no bar do Seu Nireu. Hoje, teu presente é a minha morte."
Elisa Bartlett   

1 month ago with 2,479 notes

"Poderíamos casar, teríamos um apartamento, tomaríamos café as cinco da tarde, discordaríamos quanto a cor das cortinas, não arrumaríamos a cama diariamente, a geladeira seria repleta de congelados e coca-cola, o armário de porcarias, adiaríamos o despertador umas trinta vezes, sentaríamos na sala de pijama e pantufas, sairíamos pra jantar em dia de chuva e chegaríamos encharcados, nos beijaríamos no meio de alguma frase, você pegaria no sono com a mão no meu cabelo e eu, escutando sua respiração. Eu riria sem motivo e você perguntaria porque, eu não responderia, saberíamos."
Caio Fernando Abreu.

1 month ago with 38,212 notes

"A vontade de dizer adeus é grande e quando meu orgulho gargalha, parece ser maior. Mas você tem um algo que me prende aqui, aliás, eu devo ter ser algo e é um algo extremamente doentio. Despedidas são sempre tristes, mas algumas parecem que não foram escritas para acontecer."
Sam Nascimento, La vida passe - cartas pra professora. (via oxigenio-dapalavra)

1 month ago with 55 notes